Home Biden Caravanas de venezuelanos cruzam o México para tentar entrar ilegalmente nos Estados Unidos
Biden - Imigração - Internacional - Local - Mundo - 10/19/2022

Caravanas de venezuelanos cruzam o México para tentar entrar ilegalmente nos Estados Unidos

Desde outubro de 2021, autoridades americanas contabilizaram mais de 155.000 venezuelanos entrando por sua fronteira sul, mais do triplo do que no período anterior.

RFI – Uma nova caravana de migrantes, principalmente saídos da Venezuela, atravessa o México com o objetivo de entrar nos Estados Unidos. Eles protestam contra a nova política migratória instaurada por Washington, que tenta conter o fluxo de pessoas que passam pela fronteira mexicana.

Eles são cerca de mil pessoas, incluindo crianças, que deixaram a cidade de Tapachula, no estado de Chiapas, na fronteira mexicana com a Guatemala. A maioria venezuelanos, esses migrantes iniciaram uma marcha rumo ao norte para tentar entrar nos Estados Unidos, a 2.800 km de distância.

O Instituto mexicano de migração já avisou que os venezuelanos que atravessam o país nessa caravana não poderão entrar nos Estados Unidos. Principalmente diante das novas regras anunciadas por Washington.

Um acordo entre os governos norte-americano e mexicano determinou que apenas 24.000 venezuelanos poderão entrar nos Estados Unidos. No entanto, um dos critérios impostos é que os candidatos à imigração devem conhecer uma pessoa que viva no território norte-americano e que se comprometa a arcar com suas despesas, se necessário. Além disso, a entrada no país só pode ser feita por via aérea, o que exclui todos os membros da caravana.

“É injusto, porque muitos de nós estamos cansados, exaustos, tentando passar, então nos dão essa notícia”, declarou o venezuelano Sandy Araujo à AFP. Para o jovem, a medida tomada por Washington deveria ter sido informada com antecedência a migrantes como ele, que enfrentam há semanas o difícil trajeto. “Mas seguimos em frente”, afirmou.

Os que começaram a marcha mais cedo e já chegaram à fronteira com os Estados Unidos também protestam. Há dias dezenas de pessoas manifestam em uma das pontes que ligam o estado mexicano de Tamaulipas ao estado americano do Texas, bloqueando a passagem por essa via, informaram autoridades locais.

Desde outubro de 2021, autoridades americanas contabilizaram mais de 155.000 venezuelanos entrando por sua fronteira sul, mais do triplo do que no período anterior.

Leia também

Assassino que matou 4 pessoas e baleou 12 recebe sentença de até 3 anos

Da Redação – O atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, Espírito Santo, vai cum…