Home Biden CBP atualiza a política para perseguição de veículos na fronteira após vários acidentes com imigrantes ilegais
Biden - Imigração - Mundo - Novo Normal - 3 semanas atrás

CBP atualiza a política para perseguição de veículos na fronteira após vários acidentes com imigrantes ilegais

A União Americana de Liberdades Civis no Texas denunciou no início desta semana que em 2022 o CBP estava ligado à morte de 43 migrantes na fronteira EUA-México. Mais da metade dessas mortes estão relacionadas a perseguições de veículos por agentes da Patrulha de Fronteira.

JSNEWS – O Gabinete do Alfândega e Proteção de Fronteiras (CBP) atualizou nesta quarta-feira,11, a diretiva que regula as perseguições de veículos realizadas por seus agentes, de forma a aumentar a segurança dos mesmos, depois de uma série de mortes relacionadas com incidentes deste tipo terem ocorrido nos últimos anos.

Embora a nova política não proíba perseguições de veículos, quando necessário, para garantir a segurança nas fronteiras, ela apresenta uma “estrutura clara” para os agentes pesarem os riscos ao iniciar a perseguição.

“A política estabelece os fatores a serem considerados ao decidir quando se deve iniciar a perseguição de um veículo e quando essa perseguição deve ser encerrada”, disse o CBP em um comunicado.

Agentes de segurança trabalham no local do acidente entre SUV com imigrantes e caminhão em Holtville, Califórnia — Foto: Gregory Bull/AP

A nova diretriz também esclarece sobre um padrão de “razoabilidade” quando os policiais tentam efetuar uma prisão ou apreensão. O comissário interino do CBP, Troy Miller, disse que “a segurança de oficiais, dos agentes e do público é primordial à medida que cumprimos nossa missão”.

A nova atualização também esclarece o papel dos supervisores dos agentes do CBP e estabelece requisitos claros de comunicação de informações para melhorar a transparência e a responsabilização.

O CBP também estabeleceu uma equipe, que operará sob a Diretoria de Segurança de Conformidade, que supervisionará a implementação da nova política e do treinamento dos agentes.
A nova política entrará em vigor após um período de treinamento de oficiais de vários meses.

A agência está sob escrutínio público após várias mortes relacionadas a perseguições conduzidas por seus agentes na fronteira sul.

A União Americana de Liberdades Civis no Texas denunciou no início desta semana que em 2022 o CBP estava ligado à morte de 43 migrantes na fronteira EUA-México. Mais da metade dessas mortes estão relacionadas a perseguições de veículos por agentes da Patrulha de Fronteira.

Em 2021, as perseguições do CBP deixaram 22 pessoas mortas, 14 em 2020 e 2 em 2019, disse a ACLU em um relatório anterior.

Leia também

Quase mil crianças imigrantes seguem separadas dos pais nos Estados Unidos

AFP – Um total de 998 crianças imigrantes separadas de suas famílias durante o manda…