Home Biden Congresso sob pressão para aprovar proteções para imigrantes indocumentados antes do final de 2022
Biden - Comunidade - Imigração - Mundo - Novo Normal - Política - Trump - 3 semanas atrás

Congresso sob pressão para aprovar proteções para imigrantes indocumentados antes do final de 2022

Nesta quarta-feira, 16, várias organizações civis se manifestaram em Washington, D.C., para pressionar pela reforma migratória, como a Lei de Registro, que permitiria que cerca de oito milhões de imigrantes indocumentados solicitassem um Green Card.

JSNEWS – O atual Congresso tem pouco mais de um mês de sessões, o período conhecido como “pato manco”, onde as questões da imigração podem ser protagonistas, embora sem um futuro certo.

O senador democrata Alex Padilla (Califórnia) indicou que há várias questões pendentes no Congresso, incluindo a codificação do casamento entre casais do mesmo sexo, bem como a reforma da imigração.

“Não desistimos de fazer nenhum progresso na reforma da imigração… para dar aos Dreamers a estabilidade de que precisam”, disse Padilla à rede americana MSNBC.

O líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, disse que quer trabalhar com os republicanos que não seguem o movimento MAGA para avançar com vários projetos de lei.

Os democratas, com exceção de Padilla, não definiram as questões sobre as quais avançarão, mas organizações civis em defesa dos imigrantes estão pressionando pela aprovação de algumas leis que beneficiem os imigrantes.

Nesta quarta-feira, 16, várias organizações civis se manifestaram em Washington, D.C., para pressionar pela reforma migratória, como a Lei de Registro, que permitiria que cerca de oito milhões de imigrantes indocumentados solicitassem um Green Card.

O grupo liderado pela Coalizão para os Direitos Humanos dos Imigrantes (CHIRLA), que está impulsionando a Lei de Registro e fez campanha para adicionar mais membros do Congresso.

“É imperativo agir agora para demonstrar que eles podem cumprir suas promessas e beneficiar milhões de famílias de imigrantes e suas comunidades”, disse a organização em um comunicado. “O objetivo é instar o Congresso e a Casa Branca a tomar medidas sobre projetos de lei de legalização, como a atualização do Registro (HR 4833 e S.4974) que possibilitariam que até oito milhões de imigrantes solicitassem um green card”.

A mobilização dos defensores, que representam vários estados, também exercerá pressão via telefone e redes sociais.

A CHIRLA destaca que o HR 4833 e o S.4974 também ofereceria um caminho para a cidadania para os titulares da Ação Diferida para Chegadas na Infância (DACA) e do Status de Proteção Temporária (TPS), bem como trabalhadores rurais, trabalhadores essenciais e outros imigrantes.

“Nacionalmente, as pesquisas indicam que os eleitores apoiam uma legislação que ofereça soluções permanentes para os imigrantes indocumentados que vivem e contribuem para suas comunidades,” informa o comunicado

Apoio do Eleitor
Uma pesquisa nos locais de votação em todo o país no dia 8 de novembro mostrou que a maioria dos eleitores americanos, de diferentes raças e etnias, apoia os projetos de lei que dão proteção aos beneficiários do DACA bem como a regularização dos imigrantes indocumentados.

82% dos eleitores de origem latina querem que o Congresso aprove leis favoráveis beneficiários do DACA; enquanto 68% dos eleitores de qualquer raça e etnia disseram que são favoráveis a essa medida.

Já uma reforma migratória ampla para proteger qualquer pessoa sem documentos nos Estados Unidos, 63% apoiam essa medida, um número que aumenta para 77% quando se contam apenas latinos.

Leia também

Sport Total – De canela

1 – O deserto não é habitat de zebras, como era de se esperar, elas deram um passeio…