Home Biden Exigência da ‘REAL ID’ é adiada para maio de 2025, anuncia o Departamento de Segurança Interna (DHS)
Biden - Imigração - Mundo - Trump - 12/05/2022

Exigência da ‘REAL ID’ é adiada para maio de 2025, anuncia o Departamento de Segurança Interna (DHS)

As agências federais, incluindo a Administração de Segurança nos Transportes (TSA), serão proibidas, a partir de 7 de maio de 2025, de aceitar carteiras de motorista e cartões de identificação que não atendam a esses padrões federais.

JSNEWS – O Departamento de Segurança Interna (DHS) anunciou que o requisito da REAL ID será implementado em 7 de maio de 2025, em vez de 3 de maio de 2023, conforme programado.

“A extensão é necessária, em parte, para abordar os impactos persistentes da pandemia de COVID-19 na capacidade de obter uma carteira de motorista ou cartão de identificação”, disse o DHS e acrescentou que a decisão permitirá que os estados tenham mais tempo para garantir a seus residentes documentos que atendam aos padrões de segurança estabelecidos pela Lei REAL ID.

As agências federais, incluindo a Administração de Segurança nos Transportes (TSA), serão proibidas, a partir de 7 de maio de 2025, de aceitar carteiras de motorista e cartões de identificação que não atendam a esses padrões federais.

“O DHS continua a trabalhar em estreita colaboração com os estados dos EUA, o Distrito de Columbia e os territórios dos EUA para atender aos requisitos do REAL ID”, disse o secretário de Segurança Interna, Alejandro Mayorkas, em um comunicado. Ele acrescentou que o DHS implementará inovações processuais para tornar a aplicação e a emissão de identificação mais eficientes e acessíveis. “Continuaremos a garantir que o público americano possa viajar com segurança”, disse ele.

O DHS reconhece atrasos significativos na emissão da nova carteira de motorista nos escritórios de cada estado, devido aos obstáculos decorrentes da pandemia.

“Muitas dessas agências tomaram várias medidas em resposta à pandemia, incluindo a extensão automática das datas de validade das carteiras de motorista e carteiras de identidade”, disse Mayorkas. “Os padrões de segurança incluem a incorporação de tecnologia anti-falsificação, a prevenção de fraudes internas e o uso de provas documentais e verificação de registros para garantir que uma pessoa seja quem diz ser”, disse.

A Lei REAL ID foi aprovada pelo Congresso em 2005, após uma recomendação da Comissão de 11 de setembro para estabelecer alguns padrões mínimos de segurança para carteiras de motorista e cartões de identificação emitidos pelos estados.

A partir de 7 de maio de 2025, todos os viajantes com mais de 18 anos precisarão de uma carteira de motorista ou cartão de identificação compatível com a REAL ID, ou seja, um documento aprimorado emitido pelo estado ou outra forma de identificação aceitável pela TSA nos pontos de verificação de segurança do aeroporto para viagens aéreas domésticas.

Melhor tecnologia de controle
A TSA informa que melhorou a tecnologia para a verificação de viajantes nos postos de controle, particularmente nas áreas de gerenciamento de identidade. Recentemente a TSA passou a fazer uso de avançadas tecnologias reconhecimento tratamento de imagens, como a tecnologia avançada de imagem (AIT), raios-X, tomografia computadorizada (CT), scanners para líquidos engarrafados (BLS) e tecnologia de autenticação de credenciais (CAT).

Leia também

Fóssil: embaixador da UE critica postura de Lula com Venezuela, Cuba e Nicarágua

O embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, criticou nesse domingo, 05, a po…