Home Brasil Jornalistas da Globo celebram vitória de Lula e emissora lamenta atitude
Brasil - Mundo - Novo Normal - 11/02/2022

Jornalistas da Globo celebram vitória de Lula e emissora lamenta atitude

Em nota, a emissora reforça a sua isenção na cobertura jornalística ao longo de toda a campanha.

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um vídeo de jornalistas na redação do Jornal Nacional celebrando a vitória de Lula (PT) contra Bolsonaro (PL) no segundo turno tem viralizado nas redes sociais. Nele, alguns profissionais dançam, se abraçam e dizem frases como “sai fora” e “chupa“. Alguns palavrões também são ouvidos.

Procurada, a comunicação da Globo informa por meio de nota que o canal possui cerca de 15 mil colaboradores, entre os quais 1.500 profissionais que atuam no jornalismo. Diz ainda que “a empresa evidentemente não tem nem pretende ter qualquer controle sobre escolhas eleitorais de cada um desses profissionais nem sobre como manifestam essa preferência em caráter privado”.

A nota segue: “No entanto, a Globo lamenta que, no ambiente de trabalho, um pequeno grupo tenha, por alguns instantes, esquecido a necessária e habitual prática de autocontenção, em respeito à norma e aos nossos princípios editoriais”. A emissora reforça a sua isenção na cobertura jornalística ao longo de toda a campanha.

Pelas redes sociais, houve quem tenha demonstrado apoio após o vídeo vazado e aqueles que criticaram o comportamento da imprensa. “Coerência. Bolsonaro menosprezou jornalistas sempre que pode. Foram quatro anos muito difíceis. A esperança está de volta”, comentou um seguidor. “Tem mais que celebrar mesmo”, disse outro.

“É sério que para os jornalistas foi difícil? Onde, como, por quê? Eles só têm que trabalhar e receber o salário. Quem foi atacado 24 horas foi o Bolsonaro”, rebateu outro internauta. “A Globo tem culpa no cartório”, opinou outra.

Leia também

Senadora Kyrsten Sinema (Dem-AZ) deixará o Partido Democrata para se registrar como independente

JSNEWS – A senadora pelo estado do Arizona, Kyrsten Sinema (Democrata) disse, nessa …