Home Biden Justiça dos EUA rejeita processo contra TikTok em caso de morte de criança
Biden - Bizarro - China - Mundo - Tecnologia - 10/27/2022

Justiça dos EUA rejeita processo contra TikTok em caso de morte de criança

REUTERS Um tribunal dos Estados Unidos rejeitou um processo contra a TikTok que acusava a companhia de ser responsável pela morte de uma menina de 10 anos que participou do “desafio de apagão” promovido por usuários do serviço de vídeos curtos. O desafio encoraja os participantes a serem sufocados.

O juiz distrital Paul Diamond decidiu que a companhia é imune em relação ao processo sob o “Communications Decency Act”, que protege plataformas de mídia social.

Jeffrey Goodman, advogado da mãe da menina, Tawainna Anderson, afirmou que a família vai continuar “a lutar para tornar as mídia sociais seguras para que nenhuma outra criança seja morta pelo comportamento inconsequente da indústria.”

Representantes da TikTok não comentaram o assunto.

Anderson processou a TikTok e a dona chinesa ByteDance em maio, afirmando que o algoritmo do serviço mostrou à criança, Nylah Anderson, um vídeo sugerindo o desafio do apagão.

Em dezembro de 2021, Nylah tentou o desafio usando uma alça de bolsa pendurada no armário da mãe. Ela perdeu a consciência e teve ferimentos graves, segundo o processo. Ela chegou a ser encaminhada para um hospital, mas morreu cinco dias depois.

TikTok e ByteDance agiram para que o caso fosse rejeitado, afirmando que, sob a seção 230 do Communications Decency Act, elas não poderiam ser consideradas responsáveis pela publicação de conteúdo de terceiros. O juiz Diamond, embora tenha reconhecido que as circunstâncias foram “trágicas”, concordou com a argumentação das empresas.

Leia também

Assassino que matou 4 pessoas e baleou 12 recebe sentença de até 3 anos

Da Redação – O atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, Espírito Santo, vai cum…