Home Mundo Líderes latino-americanos apoiam Cristina Kirchner após promotor pedir 12 anos de prisão por corrupção
Mundo - 08/25/2022

Líderes latino-americanos apoiam Cristina Kirchner após promotor pedir 12 anos de prisão por corrupção

REUTERS – Líderes latino-americanos manifestaram apoio à vice-presidente da Argentina, Cristina Kirchner, nesta quarta-feira, depois que promotores argentinos pediram uma pena de prisão de longa duração para a ex-presidente em um processo de corrupção no qual ela é suspeita de envolvimento.

Em uma carta amplamente divulgada nas redes sociais, os presidentes de México, Colômbia e Bolívia disseram apoiar Kirchner, dois dias depois que um promotor federal pediu que ela recebesse uma sentença de 12 anos de prisão caso seja considerada culpada. Ela é acusada de fraudar o Estado e de envolvimento em um esquema para desviar fundos públicos enquanto era presidente entre 2007 a 2015.

“Esta perseguição visa retirar Cristina Kirchner da vida pública, política e eleitoral, bem como enterrar os valores e ideais que ela representa, com o objetivo final de implementar um modelo neoliberal”, diz a carta.

A carta também foi assinada pelo presidente argentino, Alberto Fernández, que disse na segunda-feira que Kirchner é vítima de uma “perseguição judicial”.

A ex-presidente argentina, uma das principais figuras políticas do país, lidera a ala mais linha-dura da coalizão peronista de centro-esquerda que governa a Argentina desde o final de 2019.

O veredicto e a possível sentença serão decididos por um juiz, o que pode levar meses, segundo a mídia local.

Kirchner poderá recorrer de qualquer decisão, potencialmente adiando o veredicto final por anos.

Leia também

Assassino que matou 4 pessoas e baleou 12 recebe sentença de até 3 anos

Da Redação – O atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, Espírito Santo, vai cum…