Home Biden Maioria dos eleitores americanos acreditam que há uma invasão de imigrantes na fronteira sul, informa pesquisa NPR/Ipsos
Biden - EUA - Imigração - Mundo - Política - Tecnologia - 08/22/2022

Maioria dos eleitores americanos acreditam que há uma invasão de imigrantes na fronteira sul, informa pesquisa NPR/Ipsos

A pesquisa também demonstrou que, para a maioria dos americanos pesquisados, a imigração não é uma prioridade, embora para os republicanos esse tema é mais importante do que para os democratas.

JSNEWS – Uma pesquisa recente da NPR/Ipsos revela que mais da metade dos americanos acreditam que o país está sofrendo com uma invasão de imigrantes indocumentados pela fronteira sul. E não só isso, 50% as pessoas que participaram da pesquisa disseram acreditar que a passagem descontrolada de pessoas pela fronteira contribui para a “epidemia de overdoses por drogas”, como o fentanil, esta relacionada com o tráfico de imigrantes.

Essas opiniões, segundo a NPR/Ipsos, mostram que um amplo setor do eleitorado americano tem uma percepção negativa da imigração ilegal e que essas opiniões não são baseadas em uma afiliação política.

A pesquisa também demonstrou que, para a maioria dos americanos pesquisados, a imigração não é uma prioridade, embora para os republicanos esse tema é mais importante do que para os democratas.

Por meio de suas respostas, os entrevistados também disseram não ter certeza sobre qual política migratória que o país deve seguir.

Estas são algumas das descobertas mais relevantes

Menos da metade dos entrevistados respondeu corretamente a uma ampla gama de declarações verdadeiras ou falsas sobre a política de imigração e um número substancial disseram que não tem interesse pelos temas relativos a imigração.

Quase 13% disseram que a imigração é uma de suas principais prioridades. Entre os republicanos, o número é de 26%, mas muito distante da inflação, que ocupa o primeiro lugar com 58%.

Os republicanos dão mais ênfase à imigração como um todo e são mais propensos do que democratas e independentes a acreditar que os imigrantes cometem mais crimes e usam mais assistência pública do que a população nativa.

Quase três quartos dos entrevistados consideram o grande número de imigrantes presos na fronteira sul como um problema.

informações enganosas

Muitos americanos, por outro lado, relatam ouvir informações enganosas ou tendenciosas relacionadas aos imigrantes e à política de imigração. A filiação política desempenha um papel importante em acreditar ou não nessas informações. Outro fator que influencia a formação de opinião é o hábito que os entrevistados tem em consultar determinadas mídias para formar uma opinião.

Pouco mais da metade (52%) dos entrevistados relatou ter ouvido falar de “uma invasão na fronteira e imigrantes transportando fentanil através da fronteira sul (49%)”.

Mais de  44% relataram ouvir muitas vezes ou às vezes sobre uma “política de fronteiras abertas”.

Os republicanos relataram ter ouvido essas notícias com mais frequência do que democratas e independentes, especialmente aqueles que consomem notícias da mídia mais tradicional.

Mais da metade (54%) dos entrevistados acha que há alguma verdade na alegação de que o país está sofrendo uma invasão na fronteira sul. 76% dos que disseram serem Republicanos, acreditam que o pais esta sendo invadido por imigrantes contra 40% dos democratas e 46% do independentes. No entanto, os republicanos que citaram a Fox News ou outros meios de comunicação conservadores como sua principal fonte de informação.

Metade também acredita que há alguma verdade na alegação de que os migrantes trazem fentanil e outras drogas ilegais que são responsáveis pelo aumento de overdoses e mortes nos Estados Unidos. Nesta questão há também uma divisão partidária. 70% dos republicanos acham que é verdade, em comparação com 35% dos democratas e 45% dos independentes.

Mais de um em cada três americanos ou 35%, concordam que os Estado Unidos está trabalhando para abrir as fronteiras do país para a entrada de mais imigrantes. 58% dos que acreditam que isso é verdade são republicanos, 30% são independentes e 19% são democratas.

Menos apoio para o DACA – Deferred Action for Childhood Arrivals (DREAMERS)

Nos últimos quatro anos, o apoio aos Dreamers caiu enquanto o apoio à construção de um muro na fronteira aumentou. Menos americanos nos dias de hoje acreditam que os imigrantes são uma parte fundamental da identidade do país quando comparado em Janeiro de 2018.

Enquanto a maioria apoia dar status legal a imigrantes indocumentados que foram trazidos para o país quando crianças, o apoio para essa parcela de imigrantes diminuiu. Em janeiro de 2018, 65% eram a favor da legalização dos “Dreamers”, hoje apenas 51% se declaram a favor.

O apoio à construção de um muro fronteiriço EUA-México aumentou desde janeiro de 2018. 46% são a favor. Antes da pandemia, a maioria se opôs à parede.

Menos americanos consideram hoje que os imigrantes é uma parte essencial da identidade dos país Estados Unidos, 56% disseram que os imigrantes não são essenciais em comparação com Janeiro de 2018  quando 75% dos pesquisados acreditavam que os imigrantes faziam parte da identidade nacional.

O estudo NPR/Ipsos foi realizado de 28 a 29 de julho de 2022, entre 1.116 adultos maiores de 18 anos, residentes em todo o país. A amostra incluiu 516 democratas, 317 republicanos e 141 independentes. As entrevistas foram realizadas em inglês e online.

Para ter acesso a pesquisa clique aqui.

Para acessar a metodologia de pesquisa clique aqui.

Leia também

Assassino que matou 4 pessoas e baleou 12 recebe sentença de até 3 anos

Da Redação – O atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, Espírito Santo, vai cum…