Home Biden Mais um imigrante tira a própria vida em um abrigo de Nova York
Biden - EUA - Imigração - Local - Massacre - Mundo - Novo Normal - 12/22/2022

Mais um imigrante tira a própria vida em um abrigo de Nova York

JSNEWS – Um imigrante de nacionalidade venezuelana, identificado como John Ortega, 26 anos, que estava em um abrigo no Queens, em Nova York, com a esposa e um filho tirou a própria vida nessa quarta-feira, 21, disseram as autoridades municipais de NY. Esse é o segundo caso de suicídio em abrigos para imigrantes nesse ano.

De acordo com os registros policiais, o imigrante foi encontrado pela esposa no banheiro do abrigo e levado para um hospital, onde foi declarado morto, a informação é da NBC New York.

O aparente suicídio deste imigrante foi classificado como “uma tragédia absolutamente desoladora”, por um porta-voz do Departamento de Serviços Sociais de Nova York em um comunicado divulgado pela imprensa local. “Essas famílias vêm para a cidade de Nova York após uma jornada angustiante de meses, em alguns casos, ainda chocadas com o trauma que experimentaram ao longo do caminho… Reconhecemos os desafios únicos enfrentados pelos requerentes de asilo e continuamos comprometidos em continuar a desenvolver nossos esforços contínuos e coordenação interagências para conectar essas famílias e indivíduos com apoio à saúde mental, ajudando-os a estabilizar suas vidas em um novo país”, diz o comunicado.

Segundo suicídio em abrigo – A morte desse imigrante pode ser a segunda ocorrida em um abrigo em Nova York, em setembro deste ano, uma imigrante venezuelana e mãe de dois filhos tirou a própria vida em outro abrigo.

Essas mortes ocorrem em meio a uma crise migratória e ao grande afluxo de imigrantes à cidade de NY onde os requerentes de asilo estão alojados temporariamente em abrigos.

De acordo com Departamento de Serviços Sociais de Nova York, a cidade tem cerca tinha cerca de 65 mil pessoas, até domingo, 18, albergadas nesses abrigos.  A maioria desses imigrantes são cidadãos da Venezuela.
Estima-se que pelo menos 6 milhões de venezuelanos deixaram suas terras devido à crise política, social e econômica desde que uma ditadura comunista foi instalada naquele país.

O prefeito de Nova York, Eric Adams, declarou estado de emergência na cidade em outubro deste ano devido ao afluxo de imigrantes. Nessa segunda-feira, 19, dois ônibus com imigrantes enviados da fronteira EUA-México chegaram ao Terminal Rodoviário da Autoridade Portuária de NY.
O prefeito Eric Adams disse no domingo que, se o Título 42 for levantado, mais de 1.000 migrantes poderão chegar à cidade a cada semana agravando ainda mais a situação desses imigrantes.


NOS USA: Se você ou alguém que você conhece está passando por um momento de crise com suspeita de tirar a própria vida, entre em contato com a National Suicide Prevention Lifeline, em 800-273-8255, ou envie uma mensagem de texto HOME para 741741 ou visite o site SpeakingOfSuicide.com/resources para obter informações adicionais.

Leia também

Fóssil: embaixador da UE critica postura de Lula com Venezuela, Cuba e Nicarágua

O embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, criticou nesse domingo, 05, a po…