Home Mundo Maura Healey, a primeira mulher eleita governadora de Massachusetts, toma posse e promete liderar o estado com “com empatia e equidade”
Mundo - 01/05/2023

Maura Healey, a primeira mulher eleita governadora de Massachusetts, toma posse e promete liderar o estado com “com empatia e equidade”

JSNEWS – Maura Healey, a primeira mulher a ser eleita governadora de Massachusetts, assumiu o cargo na quinta-feira, prometendo liderar o estado com “com empatia e equidade”.

A eleição de Healey ao governo sinaliza uma mudança política no principal cargo eletivo do estado. Healey, tem 51 anos e substitui o ex-governador republicano Charlie Baker, de 66, que optou por não tentar a reeleição após dois mandatos.

A cerimônia também marcou a primeira vez que um par exclusivamente feminino ocupará o cargo. Kim Driscoll, que atuou como prefeito de Salem, foi eleita vice-governadora e também foi empossado.

Healey delineou alguns de seus objetivos em seu discurso inaugural de 35 minutos.

Ela reconheceu o aumento do custo da habitação em Massachusetts e prometeu em seus primeiros 100 dias criar um novo secretário de habitação. Ela disse que trabalhará para converter inoveis estatais em inoveis para a população carente e expandindo os incentivos fiscais para aquisição de moradias populares.

“O custo da moradia está fora de controle porque simplesmente não temos o suficiente”, disse ela. “Se queremos que Massachusetts seja um lar para todos, precisamos construir mais lugares para morar.”

Healey disse que trabalhará em mudanças no código tributário, incluindo a promoção de um crédito fiscal para crianças, além de trabalhar para expandir o acesso a creches.

Em seu primeiro orçamento, Healey disse que proporá oferecer faculdade comunitária gratuita para estudantes com mais de 25 anos que não tenham um diploma universitário e que pressionará por mais financiamento para o sistema universitário estadual.

Um dos maiores desafios enfrentados por Healey é o sistema de transporte público sitiado do estado.

Ela disse que nos próximos 60 dias nomeará um chefe de segurança para inspecionar a Metropolitan Bay Transportation Authority, que supervisiona o sistema de transporte público da área de Boston, e incluirá financiamento em sua primeira proposta de orçamento para contratar 1.000 novos trabalhadores para manter o sistema funcionando a plena capacidade.

“Sabemos que o MBTA está com falta de pessoal – e sabemos que a falta de pessoal tem graves consequências”, disse ela.

Healey, que serviu oito anos como procuradora-geral de Massachusetts e concorreu praticamente sem oposição nas primárias democratas no ano passado e derrotando facilmente o candidato republicano Geoff Diehl nas eleições gerais do estado.

A nova governadora faz parte de um número recorde de mulheres que ocupam cargos eletivos de alto escalão em Massachusetts. Dos seis cargos estaduais, sem contar os assentos no Senado dos EUA, as mulheres ocuparão todos menos um.

Durante seu discurso, Healey também disse que está comprometida em remover as barreiras que os afrodescendentes, pessoas com deficiência, mulheres e LGBTs enfrentam há gerações.

Healey disse que também levará adiante os esforços do estado para fazer a transição para um futuro de energia renovável.

Ela prometeu dobrar as metas eólicas e solares offshore do estado, quadruplicar seu armazenamento de energia e colocar um milhão de veículos elétricos nas estradas até 2030.

Essas promessas se encaixam nos maiores esforços do estado para combater a mudança climática.

Assim como o ex-governador democrata Deval Patrick investiu fundos estaduais para ajudar a tornar Massachusetts um centro de biotecnologia, Healey disse que quer tornar o estado um centro de tecnologia de energia renovável.

Ex-jogadora de basquete de Harvard, Healey disse que conta com o trabalho em equipe como procuradora-geral e trará o mesmo senso de missão compartilhada ao gabinete do governador.

Healey espera trabalhar em estreita colaboração com a Câmara e o Senado de Massachusetts, controlados pelos democratas. A presidente democrata do Senado, Karen Spilka, prestou juramento a Healey e Driscoll.

“Não importa os desafios que enfrentamos, não importa o que está por vir, permaneceremos fiéis ao melhor de nós mesmos”, disse Healey. “Vamos agir com empatia e com equidade. Vamos trabalhar juntos.”

Leia também

Fóssil: embaixador da UE critica postura de Lula com Venezuela, Cuba e Nicarágua

O embaixador da União Europeia no Brasil, Ignacio Ybáñez, criticou nesse domingo, 05, a po…