Home EUA Membro do Comitê Escolar de Framingham, brasileira busca vaga de Deputada Estadual
EUA - Local - Mundo - Novo Normal - Política - 09/02/2022

Membro do Comitê Escolar de Framingham, brasileira busca vaga de Deputada Estadual

Da Redação – Três democratas de Framingham concorrem a uma vaga de Deputada Estadual pelo novo 6º Distrito de Middlesex. Um deles é a brasileira Priscila Sousa, que é membro do Comitê Escolar.

O primeiro distrito de maioria minoritária de Framingham – o recém-formado 6º Middlesex – cobre grande parte do lado sul da cidade. Ele não tem titulares e nenhum republicano está concorrendo à vaga. Portanto, qualquer um dos três candidatos democratas que vencer a eleição primária de 6 de setembro será a única pessoa na cédula na eleição geral em 8 de novembro.

Priscila tem 34 anos de idade e é formada nas escolas de Framingham. Ela trabalha na indústria solar e é membro do Comitê Escolar. Desde muito jovem ela demonstrou o seu amor pela comunidade e quer se tornar deputada para ajudar ainda mais no crescimento da cidade. Ela atua em vários conselhos comunitários: Hoops & Homework, Framingham FORCE, Friends of Resiliency for Life e Voices Against Violence Purple Passion Committee. “Me tornar presidente do Comitê Escolar me ensinou muito sobre servir a um corpo legislativo. Foi uma grande oportunidade para aperfeiçoar as habilidades de construir coalizões e reunir apoio”, disse.

Priscila disse “excepcionalmente qualificada” para representar o Southside e quer começar a trabalhar – com a contribuição de líderes comunitários em todo o distrito e em toda região. Uma coisa que Priscila gostaria de priorizar é ajudar as empresas do centro. Ela mesma administra uma e sabe como é difícil ter sucesso, embora Framingham seja cercada por comunidades com centros movimentados. “Cada dia que a loja fica aberta é um pequeno milagre e não deveria ser assim”, disse ela. “Nossos proprietários de pequenas empresas trabalham incrivelmente duro para se manterem”, destacou. Priscila disse que muitos de seus objetivos, se for eleita, são definidos através do foco educacional.

Ela afirmou que ao norte da Rota 9, muitas crianças têm acesso à pré-escola. Mas esse número cai drasticamente no lado sul. Ela disse que trabalhará para garantir que a educação não seja uma questão de privilégio. “Os dados estão aí para quem quiser ver. Não ter acesso à educação pré-escolar afeta o desenvolvimento social, o desenvolvi mento acadêmico e até mesmo a capacidade de ganho”, disse ela.

“É injusto ter uma criança de 5 anos no primeiro dia do jardim de infância com aprendizado muito diferente do que a criança ao lado dela, porque uma delas teve acesso à pré-escola e a outra não”, seguiu. Priscila concorreu a prefeita de Framingham em 2017, ficando em quarto lugar entre sete candidatos na eleição preliminar, com 538 votos.

Os dois primeiros candidatos nessa corrida, Yvonne Spicer e John Stefanini, seguiram em frente, com Spicer prevalecendo em novembro. “Como ex-deputado estadual por cinco mandatos, sei o que é preciso para servir nossa comunidade na Statehouse”, disse Stefanini em comunicado endossando a brasileira. “Nosso distrito precisa de uma líder forte, que use sua voz para trabalhar incansavelmente em o nome de South Framingham nas questões importantes para nós. Precisamos de uma colaboradora que trabalhe com todos e entenda as pessoas que atende. Ela (Priscila) tem energia, paixão e propósito para ser a nossa voz”, acrescentou. A eleição geral ocorre em 8 de novembro. O prazo de registro de eleitores é 29 de outubro, e os pedidos de voto por correio devem ser entregues em 1º de novembro.

Leia também

Assassino que matou 4 pessoas e baleou 12 recebe sentença de até 3 anos

Da Redação – O atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, Espírito Santo, vai cum…