Home EUA Motorista que invadiu desfile natalino e matou 6 pessoas nos EUA é declarado culpado
EUA - Massacre - Mundo - 10/26/2022

Motorista que invadiu desfile natalino e matou 6 pessoas nos EUA é declarado culpado

Em Winsconsin, os homicídios dolosos, quando há a intenção de matar, são punidos com prisão perpétua.

AFP – Um homem que jogou seu veículo contra os participantes de um desfile de Natal em 2021, no norte dos Estados Unidos, e matou seis pessoas, foi declarado culpado de assassinato nesta quarta-feira (26).

Após um julgamento de três semanas no estado do Wisconsin, a juíza Jennifer Dorow leu as 76 denúncias apresentadas contra Darrell Brooks, de 40 anos, que permaneceu cabisbaixo durante boa parte da audiência.

O júri o considerou culpado de todas as acusações: homicídio doloso em primeiro grau, atentado contra a segurança pública, atropelamento e fuga, cometidos na cidade de Waukesha.

Em Winsconsin, os homicídios dolosos, quando há a intenção de matar, são punidos com prisão perpétua.

Darrell Brooks

Brooks interrompeu várias vezes o julgamento e teve que ser transferido para outra sala.

Quatro mulheres, um homem e uma criança morreram em 21 de novembro de 2021, e dezenas de pessoas que acompanhavam e participavam do desfile ficaram feridas.

Brooks jogou seu SUV vermelho contra músicos, dançarinos e crianças que desfilavam ao longo de uma avenida central de Waukesha, sem reduzir a velocidade ou tentar desviar deles.

Não há indícios de que este afro-americano tivesse motivações políticas quando jogou seu veículo na multidão.

Brooks já fora preso no passado em vários estados, inclusive por agressão e violência doméstica. De acordo com sua família, ele sofre de problemas de saúde mental.

“Queime no inferno”, gritou ao réu uma pessoa do público assim que foi iniciada a leitura do veredicto de culpabilidade, que acabou sendo retirada da sala.

O julgamento esteve marcado pela insistência de Brooks de representar a si mesmo, ao invés de contratar um advogado ou recorrer a um defensor designado pelo tribunal, por isso a juíza responsável teve que lidar com sua falta de conhecimento da legislação e do processo legal.

Brooks abriu a audiência desta quarta apresentando várias objeções sobre a jurisdição do tribunal, que foram rejeitadas. A sentença será proferida posteriormente.

Leia também

Quase mil crianças imigrantes seguem separadas dos pais nos Estados Unidos

AFP – Um total de 998 crianças imigrantes separadas de suas famílias durante o manda…