Home Biden Ongs de Washington DC pedem ajuda para lidar imigrantes que foram transportados pelos estados do Texas e Arizona à capital federal
Biden - EUA - Imigração - Mundo - Novo Normal - Política - 07/19/2022

Ongs de Washington DC pedem ajuda para lidar imigrantes que foram transportados pelos estados do Texas e Arizona à capital federal

O Texas tem suportado o peso da imigração ilegal na fronteira sul desde que Biden assumiu o cargo. Bem mais da metade dos migrantes encontrados tentando entrar nos EUA foram parados no Texas.

JSNEWS   Nos últimos três meses, os estados dos Arizona e do Texas transportaram cerca de 6.000 imigrantes, que cruzaram ilegalmente a fronteira, para a capital Washington DC sob protestos dos democratas da administração Biden que estão reclamando que a cidade não consegue acomodar mais imigrantes que são despejadas próximos ao capitólio, as mesmas queixas que as cidades fronteiriças desses estados tem feito contra a administração federal.

Toda a operação custou coletivamente aos dois estados fronteiriços milhões de dólares dos contribuintes, incluindo 6,8 milhões para o Texas até o momento. Mas o governador republicano Greg Abbott, que iniciou a operação em meados de abril, disse que a mudança está tendo os resultados desejados, dando aos políticos de Washington um gostinho de como as comunidades foram inundadas sob o presidente Joe Biden.

Imigrantes que foram transportados do Texas para Washington, D.C., e deixados próximo ao Capitólio dos EUA ( FOTO: Fox News)

“O governador Abbott iniciou em Abril desse ano uma operação para transportar imigrantes que cruzaram a fronteira ilegalmente das cidades fronteiriças do Texas e leva-los para o quintal do presidente Biden em Washington, D.C., e assim, ajudar as comunidades fronteiriças do Texas que estão sendo invadidas enquanto o governo federal despeja imigrantes em suas cidades indistintamente”, disse a porta-voz de Abbott, Renae Eze, em declaração ao Washington Examiner.

“Agora, D.C (Washington). está experimentando apenas uma fração da crise humanitária que sobrecarrega nossas comunidades fronteiriças e nosso estado todos os dias”, continuou Eze. “Com a capital da nossa nação finalmente sentindo a pressão das políticas imprudentes de fronteira aberta do presidente Biden, é hora de ele fazer seu trabalho e proteger a fronteira.”

Desde meados de abril, mais de 125 ônibus transportaram 4.800 migrantes de comunidades fronteiriças do Texas — como o Vale do Rio Grande, Del Rio, Uvalde e Eagle Pass — a quase 2.000 milhas até Washington. O governador Doug Ducey (R-AZ) iniciou uma iniciativa semelhante em meados de maio e teve 27 ônibus transportando mais de 1.000 passageiros da fronteira para D.C. nesse período, de acordo com o porta-voz Morgan Carr.
O Departamento de Gestão de Emergências do Texas está executando a operação de ônibus como sendo uma evacuação de desastre natural, pedindo aos passageiros que assinem uma declaração concordando em transportá-los para Washington sem nenhum custo e com refeições fornecidas a bordo.

“A ação que o TDEM (Texas Division of Emergency Management) tomou para facilitar o transporte de ônibus para migrantes para DC veio na direção do governador Abbott após pedidos de funcionários locais cujas comunidades fronteiriças estão sobrecarregadas pela liberação em massa de migrantes pelo governo federal no Texas“, escreveu Seth Christensen, chefe de mídia e comunicações do Texas Division of Emergency Management – TDEM, em um e-mail na sexta-feira. O custo de US$ 6,8 milhões inclui faturas que o TDEM recebeu até o momento e deve aumentar.

A resposta da operação de recepção dos imigrantes caiu sobre os ombros dos voluntários. Uma coalizão de 20 organizações comunitárias em Washington, Maryland e Virgínia, conhecida como A Rede de Ajuda Mútua de Solidariedade aos Migrantes, esteve no Capitólio para atender os ônibus que chegam durante a maior parte dos três meses.

As organizações disseram que gastaram US$ 260.000 de “dinheiro arrecadado popular” e estão sem financiamento, embora as Ongs não tenha respondido aos pedidos de comentário. A Agência Federal de Gerenciamento de Emergências reembolsou milhões de dólares de despesas para organizações sem fins lucrativos que ajudam migrantes em todo o país no último ano.

Os políticos de Washington estão agora ecoando as mesmas queixas que governadores de estado fronteiriços, prefeitos e comissários do condado fizeram no ano passado: que eles não podem lidar com o fluxo de pessoas sendo liberadas em suas comunidades diariamente.

A maioria do Conselho da Cidade Fortemente Democrática do Distrito de Columbia enviou uma carta à prefeita democrata Muriel Bowser na quinta-feira pedindo que ela enviasse recursos distritais e solicitasse ajuda ao governo federal para lidar com as cerca de 100 pessoas que chegam por dia à região metropolitana. Alguns imigrantes precisam de moradia permanente e temporária, dinheiro, comida, roupas, direções e assistência de planejamento, que os voluntários não conseguem sustentar.

“Depois de três meses sem apoio direto do governo distrital, eles estão sobrecarregados”, escreveram os 10 membros do conselho de Washington. “Com o número de ônibus chegando cada dia aumentando rapidamente, encorajamos você a mobilizar sua administração para coordenar com outras jurisdições da região para intervir e ajudar na resposta.”

Bowser reconheceu no ultimo domingo que os ônibus dos migrantes estão criando uma “questão muito significativa” para Washington e pediu ao governo federal que inicie uma “resposta federal coordenada” para ajudar as comunidades.

O Texas tem suportado o peso da imigração ilegal na fronteira sul desde que Biden assumiu o cargo. Bem mais da metade dos migrantes encontrados tentando entrar nos EUA foram parados no Texas.

Como milhares de migrantes são liberados e autorizados a viajar para qualquer lugar do país todos os dias, aeroportos regionais e linhas de ônibus estão sobrecarregados. Por exemplo, o único grupo sem fins lucrativos que auxilia migrantes na cidade fronteiriça do Arizona, Yuma, começou a transportar pessoas para aeroportos através das linhas estaduais devido à escassez de voos em Yuma e Phoenix.

Os ônibus do Arizona e Texas para migrantes e financiados pelo contribuinte, embora o Texas esteja aceitando doações públicas para compensar os custos. Eles servem como um meio de aliviar a carga de transporte sobre cidades do Texas e organizações sem fins lucrativos que são sobrecarregadas à medida que milhares de migrantes são liberados diariamente no país.

Leia também

Assassino que matou 4 pessoas e baleou 12 recebe sentença de até 3 anos

Da Redação – O atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, Espírito Santo, vai cum…