Home Biden Pentágono diz que não enviará a Guarda Nacional a Washington-DC para lidar com “crise migratória”
Biden - EUA - Imigração - Mundo - Policial - Política - 08/23/2022

Pentágono diz que não enviará a Guarda Nacional a Washington-DC para lidar com “crise migratória”

A ativação da Guarda Nacional de Washington DC para ajudar os migrantes levaria a uma "diminuição da prontidão", justificou o Pentágono

JSNEWS – Pela segunda vez, o Pentágono negou um pedido da prefeita Muriel Bowser (Dem.) para ativar a Guarda Nacional para ajudar alguns milhares de imigrantes que chegaram à capital do país nos últimos meses.

Bowser pediu ajuda pela Guarda Nacional no mês passado, mas foi rejeitado pelo Pentágono em 4 de agosto. Em seguida, ela enviou outra carta em 11 de agosto, solicitando que 150 soldados da Guarda Nacional fossem destacadas para “ajudar a evitar uma crise humanitária prolongada na capital de nossa nação resultante da chegada diária de migrantes”.

A secretária executiva do Departamento de Defesa, Kelly Bulliner Holly, disse em uma correspondência enviada a prefeita nessa segunda-feira,22, que a Guarda Nacional de Washington não é treinada para ajudar os imigrantes e que a ativação levaria a uma “diminuição da prontidão” para as tropas.

Um grupo de imigrantes foi transportado do Texas para Washington, D.C., e deixados próximo ao Capitólio dos EUA ( FOTO: Fox News)

“O District of Columbia National Guard (DCNG) não tem experiência específica ou treinamento para esse tipo de missão ou habilidades para fornecer gerenciamento de instalações, alimentação, saneamento ou apoio terrestre”, disse Kelly Bulliner Holly na correspondência que foi divulgada a imprensa.

“A aprovação desse pedido também resultaria em um impacto substancial de prontidão para o DCNG”, continuou a secretária executiva do Departamento de Defesa. “Dedicar o pessoal ou a instalação para tal missão estendida forçaria o cancelamento ou interrupção do treinamento militar.”

Cerca de 7.000 migrantes foram transportados do Texas para Washington, D.C., desde abril e outros 900 chegaram a Nova York, de acordo com o escritório do governador Greg Abbott.

“Antes de começarmos a levar imigrantes para Nova York, foi apenas o Texas e o Arizona que suportaram o peso de todo os gastos e outros problemas decorrentes”, disse Abbott na ultima sexta-feira. “Agora, o resto da América pode entender exatamente o que está acontecendo, ou pelo menos ter uma ideia.”

Bowser chamou o transporte de migrantes na segunda-feira de “pantomima politicamente motivada”.

“Lutamos contra um sistema de imigração quebrado em nosso país, e sabemos que as cidades sozinhas não podem consertá-lo”, tuitou Bowser. “Continuaremos trabalhando com parceiros federais e ONGs locais na melhor maneira de criar sistemas que nos permitam gerenciar uma crise humanitária em curso.”

A operação financiada exclusivamente pelo governo do Texas, detiveram cerca de 300.000 migrantes que cruzaram a fronteira sul ilegalmente e confiscou mais de 350 milhões de doses letais de fentanil, o suficiente para matar toda a população dos Estados Unidos .

O Pentágono também citou o trabalho de várias organizações não governamentais e grupos civis para ajudar na chegada dos migrantes.

O escritório de Bowser não respondeu imediatamente a um pedido de comentário na segunda-feira.

O Texas lançou a Operação Estrela Solitária para lidar com o fluxo de indocumentados através da fronteira sul em março de 2021.

Para o prefeito da cidade texana de McAllen, Javier Villalobo (Rep.), que fica próxima a fronteira mexicana e que tem que lidar com a crise migratória, as criticas dos prefeitos democratas das “grandes e ricas cidades do Norte” são infundadas: “Você vê Nova York, uma das cidades mais ricas e prosperas do mudo, você vê Washington, o centro do poder mundial, e agora elas dizem que estão se afogando com alguns ônibus que chegaram à suas cidades”disse Villalobo. “Nós aqui estamos acostumados a receber e abrigar mais de mil pessoas que cruzam a fronteira ilegalmente todos os dias e acho que eles podem lidar com algumas centenas”.

Leia também

Biden avalia reviver restrições de imigração da era Trump, dizem autoridades dos EUA

REUTERS – O governo do presidente norte-americano, Joe Biden, dificultará a solicita…