Home EUA Polícia canadense encontra corpo de um dos suspeitos de assassinar 10 pessoas e ferir 18 com facadas
EUA - Mundo - Policial - 09/06/2022

Polícia canadense encontra corpo de um dos suspeitos de assassinar 10 pessoas e ferir 18 com facadas

Ataque está entre assassinatos em massa mais mortais da história do Canadá. Nota de líderes indígenas sugere que assassinatos podem estar relacionados a drogas. Polícia diz que algumas das vítimas parecem ser alvos específicos, enquanto outras aparentam ser aleatórias.

REUTERS  – A polícia canadense encontrou, nesta segunda-feira (5), morto, um dos dois suspeitos de ter assassinado 10 pessoas e ferido pelo menos 18 em uma comunidade indígena no domingo (4).

A polícia estava em busca de Damien Sanderson, de 31 anos, e Myles Sanderson, de 30, depois que eles supostamente esfaquearam pessoas em 13 diferentes áreas de uma comunidade indígena na província de Saskatchewan.

O homem que foi encontrado morto é Damien, segundo a polícia, que detalhou ainda que seus ferimentos não pareciam indicar que ele se suicidou.

Comissária-assistente da Real Polícia Montada Canadense, Rhonda Blackmore concede entrevista coletiva ao lado das fotos de Damien Sanderson e Myles Sanderson, identificados pelos agentes locais como autores de ataques com faca que, em 4 de setembro de 2022, deixaram mortos e feridos na cidade de Saskatoon, que fica na província de Saskatchewan — Foto: Michael Bell/The Canadian Press via AP

A polícia também disse que acredita que o outro irmão, Myles, está ferido.

O ataque está entre os assassinatos em massa mais mortais da história moderna do Canadá. Uma nota de líderes indígenas sugere que os assassinatos podem ser relacionados a drogas.

A polícia disse que algumas das vítimas parecem ser alvos específicos, enquanto outras aparentam ser aleatórias.

A Polícia Real Montada Canadense (RCMP) acusou cada um dos homens de homicídio em primeiro-grau, tentativa de homicídio e invasão. Em nota, a RCMP disse que espera fazer mais acusações enquanto a investigação continua.
Centenas de policiais e funcionários estão investigando o caso.

“Estou chocado e devastado pelos horríveis ataques de hoje”, disse o primeiro-ministro Justin Trudeau em comunicado, no domingo. “Como canadenses, choramos com todos os afetados por essa trágica violência e com o povo de Saskatchewan”.

A Federação das Nações Indígenas Soberanas, grupo que representa 74 Primeiras Nações em Saskatchewan, afirmou que “esta é a destruição que enfrentamos quando drogas ilegais nocivas invadem nossas comunidades”.

Uma mãe de dois filhos estava entre as 10 pessoas mortas, informou a mídia local, citando o ex-parceiro da mulher.

Indígenas
Em maio, Myles Sanderson foi listado como foragido pelo Saskatchewan Crime Stoppers, um programa que incentiva o público a cooperar com a polícia. Não há mais detalhes sobre por que ele era procurado.

Os indígenas representam menos de 5% da população do Canadá de cerca de 38 milhões e sofrem com níveis mais altos de pobreza, desemprego e uma expectativa de vida menor do que outros canadenses.
Os primeiros esfaqueamentos foram relatados às 8h40 e dentro de três horas a polícia emitiu um alerta de pessoas perigosas em toda a província. À tarde, alertas semelhantes também foram emitidos nas províncias vizinhas de Saskatchewan, Alberta e Manitoba.

Leia também

Quase mil crianças imigrantes seguem separadas dos pais nos Estados Unidos

AFP – Um total de 998 crianças imigrantes separadas de suas famílias durante o manda…