Home Biden Quer comprar cidadania americana? Estrangeiros pagam US$ 1,05 milhão
Biden - Imigração - Internacional - Mundo - 09/12/2022

Quer comprar cidadania americana? Estrangeiros pagam US$ 1,05 milhão

O programa de visto EB-5 oferece um caminho de 2 anos para a cidadania. Veja os seis principais critérios para obter esse visto

Da Redação (COM FORBES) – Estrangeiros ricos têm acesso especial à cidadania norte-americana desde 1990. Começou custando US$ 900 mil, depois US$ 1,8 milhão e agora US$ 1,05 milhão. O programa de visto EB-5 oferece um caminho de 2 anos para a cidadania. Nos últimos 14 meses, o caminho mudou, desapareceu e reapareceu de diferentes formas.

A incerteza no país paralisou os pedidos de visto e grandes projetos comerciais. Mas com a aprovação da legislação em março de 2022 e os regulamentos dos Serviços de Cidadania e Imigração dos EUA (“UCSIS”), grande parte do caminho agora está claro novamente.

Este artigo oferece uma breve história do programa EB-5, relata os principais eventos dos últimos 14 meses de caos e percorre as regras para saber como prosseguir daqui para frente.

O básico do visto EB-5 e seus valores
Como o UCSIS coloca, o Congresso criou o caminho EB-5 para a cidadania norte-americana para “beneficiar a economia dos EUA, fornecendo um incentivo ao investimento de capital estrangeiro que cria ou preserva empregos nos EUA”.

É o quinto caminho “baseado no emprego” para a residência permanente depois daqueles para (1) trabalhadores prioritários, (2) profissionais com diplomas avançados, (3) trabalhadores qualificados e (4) “certos imigrantes especiais”. Antes de 1990, um investidor estrangeiro que não atendesse a esses critérios tinha opções limitadas, mesmo que fosse rico.

Aqueles que recebem um visto EB-5 recebem o status de residente permanente condicional por um período de 2 anos (ou seja, um “green card”). Após dois anos de cumprimento dos requisitos, a residência permanente está praticamente garantida. Os mesmos benefícios se aplicam aos membros da família imediata.

Em 1992, o Congresso autorizou o uso de “centros regionais” para que investidores estrangeiros reunissem investimentos em uma única empresa que satisfizesse os requisitos do EB-5 para vários investidores. Até o final de 2021, mais de 632 centros regionais foram autorizados a aceitar investimentos EB-5.

O programa EB-5 é limitado por estatuto a 10 mil vistos por ano. Em 2019, dos 9.478 vistos EB-5, a UCSIS concedeu 77% deles a investidores da Ásia. 96% dos vistos concedidos foram baseados em investimento em um centro regional.

Estrangeiros investiram mais de US$ 40 bilhões em negócios dos EUA por meio do programa EB-5. Somente em 2019, os candidatos ao EB-5 investiram mais de US$ 5 bilhões.

Um fim recente para a incerteza
Três eventos nos últimos 14 meses derrubaram o processo e a comunidade do EB-5.

Em 22 de junho de 2021, um tribunal distrital federal na Califórnia invalidou os regulamentos de 2017 que regem o programa EB-5. Entre outras coisas, os regulamentos dobraram o limite de investimento padrão de US$ 900 mil para US$ 1,8 milhão. O tribunal considerou que os regulamentos foram criados indevidamente e os revogou.

Uma semana depois, em 30 de junho de 2021, a autorização estatutária para os centros regionais expirou. Isso já ocorreu várias vezes antes, e cada vez cria uma incerteza significativa para todos os envolvidos. Sem autorização, os centros regionais não podem suportar novos vistos EB-5.

A expiração foi parcialmente sanada em março com a promulgação da Lei de Reforma e Integridade EB-5 de 2022. A lei reautorizou o uso de centros regionais até 2027, mas também surpreendeu muitos ao revogar a autorização estatutária anterior.

Como resultado, o USCIS anunciou que “os centros regionais previamente designados… não estão mais autorizados” e devem buscar a redesignação. Associações empresariais focadas no programa EB-5 expressaram preocupações e pelo menos um centro regional processou a decisão.

Evolução da Elegibilidade
A elegibilidade para um visto EB-5 exige que um estrangeiro faça (1) um investimento de risco de (2) um valor limite (3) de fundos obtidos legalmente em (4) um novo negócio nos EUA no qual (5) o estrangeiro ativamente participa e que (6) cria pelo menos 10 empregos.

Os requisitos 3, 4 e 5 geralmente são fáceis de satisfazer, e 6 muito mais quando o investimento é feito por meio de um centro regional.

1. Investimento em risco. O capital investido do estrangeiro deve ser colocado em risco. Assim, ele deve fazer um investimento de capital, não um empréstimo, garantia pessoal ou promessa de pagamento. Embora o estrangeiro possa colocar fundos em depósito pendentes de aprovação de visto, esses fundos não podem ser mantidos separados após a aprovação.
Os investimentos nos centros regionais estão sujeitos a regras adicionais. Por exemplo, para garantir que os fundos investidos em um centro regional estejam criando empregos, eles só contam para os limites de elegibilidade de investimento se forem mantidos pelas entidades mais próximas da criação de empregos. Assim, os fundos não são contados se mantidos e usados ​​por uma holding (por exemplo, para atender despesas iniciais e administrativas, incluindo honorários advocatícios, honorários administrativos e aluguel).

2. Valor limite. O investimento de limite padrão é de US$ 1,05 milhão, aumentado do limite original de US$ 900 mil e diminuído de seu máximo de US$ 1,8 milhão sob regulamentos invalidados no ano passado.

O limite de investimento é reduzido para “áreas rurais” e “áreas de emprego direcionadas”. A partir de março deste ano, o novo limite é de US$ 800 mil, aumentado do limite original de US$ 500 mil e diminuído de sua máxima de US$ 900 mil.

3. Fundos obtidos legalmente. Este requisito é auto-evidente. Notavelmente, o USCIS pode e muitas vezes solicita evidências para demonstrar a fonte dos fundos. Maiores ônus da prova aplicam-se a fundos do Irã e de outros países de interesse.

4. Novos negócios. Na verdade, a referência a “novos negócios” é altamente enganosa. Desde 2009, os estrangeiros podem investir em negócios existentes. Isto é, a menos que o negócio existente tenha sido formado antes de 1990. Mesmo assim, investir em um negócio existente é permitido em circunstâncias comuns.

5. Envolvimento ativo. Embora não declarado pela legislação, as regras do USCIS afirmam que um investimento “puramente passivo” é insuficiente. No entanto, essas regras também fazem referência à suficiência da formulação de políticas. Na verdade, de acordo com o Manual de Políticas do USCIS, basta que um investidor tenha os direitos, poderes e deveres mínimos típicos de um sócio limitado.

6. Criação de empregos. A empresa-alvo deve criar 10 empregos em tempo integral por 2,5 anos após a concessão do visto. Para demonstrar que isso acontecerá, o pedido de visto de um estrangeiro deve incluir um plano de negócios mostrando como o requisito de criação de empregos será atendido (por exemplo, análise de mercado, comparação de concorrentes, projeções financeiras).

Este é de longe o obstáculo mais difícil do programa de visto EB-5. Segundo o consultor de negócios e advogado tributarista Roberto Santos, “O plano de negócios precisa atender a todos os critérios que eles buscam. Preparar uma boa candidatura tem muito a ver com o processo.”

Satisfazer o requisito de criação de empregos é muito mais fácil investindo através de um centro regional. Ao fazê-lo, os investidores podem contar empregos diretos e indiretos. Ou seja, são contabilizados os empregos criados pelos fornecedores e prestadores de serviços, estejam ou não na área geográfica visada. O requisito de criação de empregos também é reduzido significativamente para empresas-alvo falidas, embora isso seja geralmente muito menos atraente para investidores imigrantes.

Os últimos 14 meses criaram uma grande incerteza para os candidatos ao visto EB-5 e futuros centros regionais. Mas depois que a legislação foi aprovada em março e com os regulamentos futuros, agora temos clareza significativa sobre os requisitos críticos de elegibilidade do programa. Sem dúvida, veremos cada vez mais imigrantes interessados ​​em usar esse caminho para a cidadania.

As informações são da FORBES

Leia também

Assassino que matou 4 pessoas e baleou 12 recebe sentença de até 3 anos

Da Redação – O atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, Espírito Santo, vai cum…