Home Massacre Rússia lança ofensiva no leste da Ucrânia, Mariupol “sitiadas pelos Orcs” esta à beira do colapso
Massacre - Mundo - Novo Normal - 04/19/2022

Rússia lança ofensiva no leste da Ucrânia, Mariupol “sitiadas pelos Orcs” esta à beira do colapso

O governador de Luhansk, Serhiy Gaidai, comparou os Russos aos Orcs, as monstruosas criaturas subservientes e malvadas retratadas nas historia de Tolkien

JSNEWS – As forças russas iniciaram uma ofensiva brutal no leste da Ucrânia e já tomaram, o que se acredita ser, sua primeira cidade ucraniana como parte de sua “próxima fase” da guerra, que está perto de seu terceiro mês. Isso ocorre quando a Rússia pediu às forças de Kiev que entregassem o último bolsão de resistência em Mariupol, enquanto a cidade portuária permanece à beira do colapso.

‘Batalha por Donbas’

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky disse na terça-feira que as forças russas haviam iniciado sua ofensiva há muito esperada na tentativa de assumir o controle da região leste do país. “Agora já podemos afirmar que as tropas russas começaram a batalha pelos Donbas, para os quais se preparam há muito tempo“, disse ele em um discurso na noite de segunda-feira. O presidente ucraniano acrescentou que uma “parte significativa de todo o exército russo está agora concentrada nesta ofensiva”. Andriy Yermak, chefe de gabinete de Zelensky, chamou a última ofensiva de “segunda fase da guerra”. Zelensky disse que não está disposto a desistir do território oriental para acabar com a guerra.

O Estado-Maior das Forças Armadas ucranianas disse que as tropas russas estão concentrando seus esforços para assumir o controle total da área de Donbas. “Os invasores tentaram romper nossas defesas ao longo de quase toda a linha de frente”, disse o Estado-Maior em um comunicado na terça-feira.

Assumir o controle de Donbas significaria que a Rússia teria um corredor terrestre sul para a península anexa da Crimeia, que é ocupada pelas forças do Kremlin desde 2014.

Primeira cidade ucraniana apreendida em nova ofensiva

As forças russas tomaram o controle da cidade oriental de Kreminna, disse o governador de Luhansk, Serhiy Gaidai, nessa terça-feira.
Em um comunicado, o governador disse que as forças de Kiev haviam deixado a cidade e comparou os Russo aos Orcs, uma raça de criaturas subservientes e malvadas retratadas nas historia de Tolkien.
“Kreminna está sob o controle dos ‘Orcs‘ [russos ]. Eles os Orcs entraram na cidade”, disse ele. “Nossos defensores tiveram que se retirar. Eles se entrincheiraram em novas posições e continuam a lutar contra o exército russo.”

Gaidai acrescentou que as tropas lideradas pelo Kremlin atacaram a cidade “de todos os lados”.

Sobre o número de mortos por combates, ele disse: “É impossível calcular o número de mortos entre a população civil. Temos estatísticas oficiais, cerca de 200 mortos, mas na realidade há muitos mais.” Acredita-se que seja a primeira cidade capturada na nova ofensiva russa.

Oficiais russos convocam tropas em Mariupol para entregar usina de aço de Azovstal, uma das maiores da Europa

O Ministério da Defesa da Rússia intimou as tropas da cidade sitiada de Mariupol a entregarem a usina siderúrgica Azovstal ao meio-dia de terça-feira, o que não foi aceito.

Acredita-se que Azovstal é o último grande bolsão de resistência na cidade. “Todos os que baixarem suas armas não serão mortos”, disse o Ministério da Defesa do Kremlin.

Moscou estima que 400 mercenários estrangeiros e 2.500 tropas ucranianas estão entrincheirados da Azovstal.

O governo local estima que pelo menos 1.000 civis, incluindo crianças, estão abrigados nos prédios da usina. Mykhailo Vershynin, chefe da polícia de patrulha de Mariupol, disse à CNN que Azovstal tinha “reservas bastante grandes” de comida e água.
Enquanto isso, Denys Prokopenko, o comandante do Regimento Azov da Guarda Nacional Ucraniana, alegou que a Rússia estava lançando bombas “bunker-buster” para tomar Azovstal. Estes tipos de bombas são projetadas para penetrar defesas fortes e atingir alvos que estão no subsolo.

 

Leia também

Brasil perde para Camarões e encara Coreia nas oitavas

Da Redação – A formação reserva do Brasil até finalizou, mas teve raríssimas chances…