Home Esportes Rússia mantém sentença de 9 anos para a jogadora de basquete dos Estados Unidos, Brittney Griner

Rússia mantém sentença de 9 anos para a jogadora de basquete dos Estados Unidos, Brittney Griner

Da Redação – Um tribunal russo rejeitou nesta terça-feira recurso da estrela norte-americana de basquete Brittney Griner contra uma sentença de nove anos por posse e contrabando de cartuchos de vape contendo óleo de cannabis.

Griner e seus advogados pediram absolvição ou pelo menos uma redução da sentença, que eles disseram ser desproporcional ao delito e em desacordo com a prática judicial russa.

Depois de se retirar por não mais de 30 minutos para considerar o recurso, o juiz principal disse que o veredicto original estava mantido “sem alterações”, exceto pela contagem do tempo de prisão preventiva como parte da sentença.

Griner, duas vezes medalhista de ouro olímpica, foi presa em 17 de fevereiro em um aeroporto de Moscou, uma semana antes de a Rússia enviar tropas para a Ucrânia, e seu caso foi inevitavelmente visto no contexto da crise que se seguiu nas relações EUA-Rússia.

Washington foi rápida em responder ao veredicto.

“Estamos cientes das notícias da Rússia de que Brittney Griner continuará detida injustamente em circunstâncias intoleráveis, depois de ter que passar por outro processo judicial simulado hoje”, disse o assessor de segurança nacional da Casa Branca, Jake Sullivan, em comunicado.

Segundo ele, os Estados Unidos “continuarão a se envolver com a Rússia” para trazê-la para casa.

O promotor disse que a sentença proferida em 4 de agosto para Griner era “justa”, mas Alexander Boykov, um dos advogados da atleta, afirmou ao painel de três juízes em Krasnogorsk, nos arredores de Moscou: “Nenhum juiz vai dizer honestamente que a sentença de nove anos de Griner está de acordo com a lei criminal russa.”

Ele listou uma série do que disse serem falhas processuais na condenação de Griner e defendeu absolvição, mas pediu que “se o tribunal quiser puni-la, [deveria] dar-lhe um novo veredicto ‘justo’ e mitigar a punição”.
“A severidade e crueldade da sentença aplicada a Griner chocam as pessoas em todo o mundo”, declarou ele.

Autorizada a fazer uma declaração final por link de vídeo ao vivo do centro de detenção na cidade de Novoye Grishino, nos arredores de Moscou, Griner disse como sua detenção de oito meses e dois julgamentos foram estressantes.

“Eu mal superei a quantidade indicativa [de óleo de cannabis] … As pessoas com crimes mais graves receberam menos do que me deram”, declarou.
Ela disse que usava cannabis medicinal para aliviar a dor de uma série de lesões esportivas. Os usos recreativos e medicinais são proibidos na Rússia.

Leia também

Assassino que matou 4 pessoas e baleou 12 recebe sentença de até 3 anos

Da Redação – O atirador que invadiu duas escolas em Aracruz, Espírito Santo, vai cum…