Home EUA Tempestade de inverno nos EUA ameaça gerar caos em viagens de Natal
EUA - Internacional - Local - Mundo - 12/22/2022

Tempestade de inverno nos EUA ameaça gerar caos em viagens de Natal

No total, cerca de 112 milhões de americanos devem percorrer ao menos 80 km entre 23 de dezembro e 2 de janeiro, segundo a entidade, o terceiro número mais alto desde o início dos registros em 2000

AFP – Uma poderosa tempestade de inverno é esperada para o fim de semana em grande parte dos Estados Unidos, ameaçando gerar caos no momento em que dezenas de milhões de americanos viajam para as festas de fim de ano.

A tempestade deve começar a se formar na noite desta quarta-feira (21), fortalecer-se até sexta e persistir no fim de semana do Natal, levando consigo temperaturas extremamente baixas, nevascas e fortes ventos no norte e e no leste do país, segundo o Serviço Meteorológico dos Estados Unidos (NWS).

É “uma tempestade única em uma geração”, alertou no Twitter o escritório do NWS de Búfalo, cidade do norte do estado de Nova York.

O Centro-Oeste e a região dos Grandes Lagos devem ser particularmente afetados neste fim de semana, com nevascas. E na região das Grandes Planícies, espera-se que a temperatura caia bruscamente em poucas horas e atinja até -55°C.

“Um frio dessa magnitude pode causar congelamento na pele exposta em questão de minutos, assim como hipotermia e morte se a exposição se prolongar”, advertiu o NWS.

As rajadas de vento podem chegar a 80 km/h, possivelmente provocando quedas de árvores e cortes de energia.

O site meteorológico privado AccuWeather aponta a possível formação de uma “bomba ciclônica”, pelo encontro de ar polar com uma massa de ar mais quente, gerando uma queda da pressão muito rápida.

– 100 milhões de viajantes –

Essas condições meteorológicas serão “muito perigosas” para viajar, alertou o NWS.

Já nesta quarta fortes ventos e tempestades de neve ameaçavam causar atrasos nos aeroportos de Minneapolis e dificultar o tráfego aéreo em Denver e Chicago, de acordo com a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA).

Mas, a partir de quinta-feira, milhões de americanos são esperados nos aeroportos de todo o país, com uma temporada de festas prevista como “mais agitada” que em 2021, de volta aos “níveis anteriores à pandemia”, segundo a Administração de Segurança nos Transportes (TSA).

A companhia aérea United Airlines incentivou seus clientes a consultar o status de seus voos e até mesmo alterá-los sem custos.

As estradas, indicou a Associação Automobilística Americana (AAA), também prometem estar cheias, já que cerca de 102 milhões de pessoas terão que dirigir até onde passarão os feriados.

No total, cerca de 112 milhões de americanos devem percorrer ao menos 80 km entre 23 de dezembro e 2 de janeiro, segundo a entidade, o terceiro número mais alto desde o início dos registros em 2000.

– Alertas de frio –

De acordo com o NWS, alertas de clima frio que vão desde a fronteira com o Canadá até a costa do Golfo do México no Texas foram emitidos em partes de ao menos 26 estados.

A neve não é o mais preocupante dessa tempestade, mas sim as baixas temperaturas e os ventos.

A nevasca mais forte está prevista na região dos Grandes Lagos, entre quarta e sexta-feira, com pouco mais de 30 cm de neve.

Em fevereiro de 2021, um frio polar afetou o Texas em particular, o que provocou um aumento no consumo de energia seguido de cortes de eletricidade em massa que duraram vários dias.

Desta vez, os serviços meteorológicos buscaram tranquilizar esse estado: as temperaturas esperadas no Texas não são tão baixas e devem durar menos do que no episódio do ano passado.

Leia também

Quase mil crianças imigrantes seguem separadas dos pais nos Estados Unidos

AFP – Um total de 998 crianças imigrantes separadas de suas famílias durante o manda…