Home Local Assumindo Responsabilidades – O Segredo do Sucesso
Local - Saúde - 09/02/2022

Assumindo Responsabilidades – O Segredo do Sucesso

Por: Eliana Pereira Ignacio – Olá, meus caros leitores, hoje vamos falar de um assunto que é muito comum, o fato de muitos não assumirem responsabilidades de seus atos no dia a dia, e utilizarem de frases como: Não fui bem na prova por culpa da professora; Fui demitido por culpa do patrão; Não consegui emprego por culpa da crise; Meu negócio próprio não deu certo por culpa da concorrência; Minha vida não vai pra frente por culpa do meu relacionamento; Cheguei atrasado por culpa do motorista; Fracassei na reunião por culpa de meus colegas de trabalho; e muitas outras, são desculpas que mesmo sem perceber, acabam sendo usadas no cotidiano.

O mundo está tão acostumado a não assumir responsabilidades, que qualquer coisa que aconteça na vida, terá sempre um culpado, um motivo de desculpa isentando a própria responsabilidade. A realidade é que a responsabilidade é o caminho para o sucesso.

É muito importante assumir as responsabilidades pelas nossas falhas, e ao fazer isso, nos colocamos no papel de aprendizes de nossos próprios erros, facilitando um feedback eficiente sobre nossa maneira de agir diante das situações que podem atrapalhar o nosso desenvolvimento.

Uma pessoa de sucesso, não está preocupada em colocar a culpa de seus erros em uma situação, ou em outras pessoas, ela está muito mais preocupada em determinar onde falhou, para que o incidente não se repita novamente, e ela possa alcançar o seu objetivo.

Hoje gostaria de trazer algumas maneiras de não criar dependência nas desculpas, e verificar se estamos evitando as responsabilidades de nossos atos: Uma delas, é você ter um momento de reflexão sobre sí mesmo, pensar um pouco sobre como você está escrevendo a sua própria vida, ver onde já fracassou e eliminar todas as possibilidades externas de erro, até chegar ao princípio, onde na grande parte das vezes, verá que o erro maior foi cometido por si mesmo, ao deixar que a situação saísse de seu controle.

Usando como exemplos as frases acima, que faço algumas comparações:

1)“Não fui bem na prova por culpa da professora” Essa é realmente a verdade, quando esta situação acontece? Você parou por alguns instantes, para pensar e relembrar se você estudou adequadamente para esta prova? Deixou de perguntar coisas importantes ao seu mestre, no momento das aulas, que influenciou em seu fracasso neste momento? Deu total atenção ao que estava sendo passado, sem se distrair com colegas de classe, não frequentando as aulas? Estas são situações comuns, que vejo acontecer. Pessoas que faltaram quase em todas as aulas, e chegar ao fi nal do semestre em DP em determinadas matérias, e culpar o ensino da escola, culpar os professores.

2)“Fracassei na reunião por culpa de meus colegas de trabalho” Outra situação clássica, onde devemos olhar para trás e analisar nosso próprio comportamento. Será que foi feito uma correta preparação do conteúdo da reunião? Você analisou as pautas, preparou todo o material necessário, deu total importância para o assunto a ser tratado? Conseguiu descansar no dia anterior? Está satisfeito com seu cargo atual, está satisfeito com a empresa onde trabalha? Se era sua responsabilidade fazer uma apresentação segura na reunião, dedicou parte de seu tempo, para estar realmente preparado para o momento? Em empresas onde já trabalhei, também era situações comuns pessoas irem para as reuniões sem nem ao menos saber a pauta do dia, sem se informar antes do que seria necessário apresentar. E depois estas mesmas pessoas acabam colocando a culpa em outras pessoas que trabalham no mesmo local.

3)“Não consegui emprego por culpa da crise” Hoje em dia esta é a desculpa mais comum nos meios de conversas sociais. Mas será que a crise é tão violenta assim? Paremos para analisar novamente: Você se preparou com cursos e conhecimento, para buscar uma vaga de emprego? Você se preparou fisicamente e mentalmente, para aceitar um trabalho, mesmo que seja um pouco fora de sua área de atuação? Você se comportou de maneira adequada diante de uma entrevista? Trabalhando diretamente com pessoas, muitas vezes me deparo com estas situações, onde o indivíduo, sem nenhum preparo, vai a uma entrevista de emprego ostentando seus belos piercings, roupas, como se acabasse de sair de um baile de sábado a noite, sem nenhum conhecimento da empresa na qual está sendo entrevistado, sem nenhum preparo acadêmico para o cargo disputado, e após serem “rejeitadas” nas entrevistas de emprego, acham mais fácil culpar a crise. “…pois cada um deve levar a própria carga”. Gálatas 6:5 Até a próxima semana!!!


Eliana Pereira Ignacio é Psicóloga, formada pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – com ênfase em Intervenções Psicossociais e Psicoterapêuticas no Campo da Saúde e na Área Jurídica; especializada em Dependência Química pela UNIFESP Escola Paulista de Medicina em São Paulo Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, entre outras qualifi cações. Mora em Massachusetts e dá aula na Dardah University. Para interagir com Eliana envie um e-mail para epignacio_vo@hotmail.com ou info@jsnewsusa.com

Leia também

Brasil vence Suíça e garante vaga nas oitavas da Copa do Mundo

Da Redação – O Brasil venceu a Suíça por 1 a 0 e garantiu vaga nas oitavas de final …