Home Local SOS da Vida – Saúde emocional
Local - Novo Normal - Saúde - 10/21/2022

SOS da Vida – Saúde emocional

Eliana Pereira Ignacio – Olá, meus caros leitores hoje venho falar de um assunto importantíssimo, mas que, tenho me surpreendido ao conversar com as pessoas e perceber que existe pontos obscuros várias dúvidas sobre o seu conceito. Estou falando sobre “Saúde Emocional “. Ao se falar em saúde comumente nos vem à cabeça a ideia orgânica, se estamos com o corpo saudável.
Mas já pararam para pensar que nosso estado emocional também tem parâmetros de saúde? A saúde emocional é muito mais do que ausência de doença.

Doenças como ansiedade extrema, depressão, ataques de pânico, procrastinação, ataques de fúria, falta de assertividade, comunicação ineficaz e por aí vai… A saúde emocional engloba a habilidade em manejar as emoções perturbadoras; como a raiva, angústia, tristeza, desânimo, entre outras, desenvolver o equilíbrio entre os recursos internos com as exigências do ambiente, desenvolver resiliência, bem como a capacidade de se recuperar das adversidades da vida, melhorar a comunicação para torná-la mais eficaz, clara e limpa.

Saúde emocional engloba cultivar emoções positivas de maneira intencional, saber resolver problemas, utilizar as forças pessoais, desenvolver hábitos para respiração correta praticar exercícios de interiorização, como a meditação, por exemplo, reconhecer em si e no outro as emoções, isso atua com fator de proteção e ter gratidão.

A saúde emocional gera muitos benefícios dentre eles:

  • aumento da disposição
  • melhora da autoestima
  • mais autoconfiança
  • mais equilíbrio psíquico e comportamental
  • maior resistência emocional a questões que provocam estresse
  • melhora nos relacionamentos
  • aumento na capacidade de aprendizado
  • melhor qualidade do sono, entre outros

Para manter a saúde emocional faz-se necessários ter alguns cuidados, adquirir novos hábitos de vida e mantê-los como por exemplo: Evite desequilíbrios emocionais. A saúde emocional é tão impor tante para o funcionamento do corpo e da mente que o desequilíbrio de suas funções pode levar ao esgotamento mental. Invista em comportamentos positivos.

A autoestima dever ser cultivada através de comportamentos e atitudes positivas., insista naquilo que faz você se sentir bem. Paralelamente, procure eliminar o ódio, a angústia, a inveja, a solidão e o estresse. Administre as tensões e preocupações diárias para que elas não atrapalhem suas funções vitais de alimentação, sono e convívio social. Melhore sua alimentação. Cuidar da alimentação é uma ótima forma de se manter emocionalmente saudável. Uma nutrição adequada pode prevenir comportamentos de irritabilidade e sintomas de depressão identifique emoções e pensamentos.

Faça uma autoavaliação para identificar pensamentos e emoções que surgem em situações- limite, de muito estresse ou que provocam certo desconforto. Tenha uma rotina saudável. Uma rotina saudável ajuda a manter as emoções sob controle, além de estimular bons hábitos e sentimentos.

Portanto, além das atividades prazerosas, tente incluir elementos que contribuem para a sua saúde física, mental, espiritual e emocional, e isso mesmo que você não goste tanto delas inicial mente, mas comprovadamente elas façam bem. Organize o seu tempo. Uma rotina desorganizada e um mau gerenciamento do tempo têm altas chances de provocar problemas que abalam a sua saúde emocional.

Sendo assim, organize as horas e os afazeres do seu dia para evitar transtornos e maximizar as atividades positivas para a sua psique. A saúde emocional está relacionada à qualidade de vida, ao bem-estar e ao equilíbrio da pessoa consigo mesma e com o mundo. Por tanto, é importante entender os sintomas do seu desequilíbrio, suas complicações e a forma de lidar com as possíveis adversidades Importante enfatizar a diferença entre saúde emocional e saúde mental.

A saúde emocional envolve o gerenciamento de sentimentos, comportamentos e, como o termo indica, emoções. Nesse caso, podemos dizer que envolve o estado de espírito da pessoa, incluindo o controle de variações no humor. Por outro lado, a saúde mental engloba questões psicológicas, neurológicas e mentais. Em outras palavras, elementos diretamente relacionados à sanidade psíquica e à ausência (ou tratamento adequado) de distúrbios que afetam o cérebro.

Portanto, a existência de depressão, psicoses e outros transtornos mentais impacta diretamente a saúde mental, podendo gerar problemas de raciocínio.

Também é capaz de provocar problemas emocionais e sentimentais.

Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele o fará. Salmos 37:5 Até a próxima semana!!!


Eliana Pereira Ignacio é psicóloga, formada pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – com ênfase em Intervenções Psicossociais e Psicoterapêuticas no Campo da Saúde e na Área Jurídica; especializada em Dependência Química pela UNIFESP Escola Paulista de Medicina em São Paulo Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, entre outras qualifi cações. Mora em Massachusetts e dá aula na Dardah University. Para interagir com Eliana envie um e-mail para epignacio_vo@hotmail.com ou info@jornaldossportsusa.com

Leia também

Biden avalia reviver restrições de imigração da era Trump, dizem autoridades dos EUA

REUTERS – O governo do presidente norte-americano, Joe Biden, dificultará a solicita…