Home Saúde Dor e sofrimento – Coluna SOS da vida
Saúde - 02/04/2022

Dor e sofrimento – Coluna SOS da vida

Por: Eliana Pereira Ignacio – Olá, meus caros leitores hoje venho falar sobre Dor, um ingrediente indispensável na receita para o crescimento do ser humano em especial nas áreas, intelectual, emocional e espiritual. Muitas pessoas dizem que sofrer não é um bom sinal, falam de queixas, sintomas como fenômenos que leem à luz das interpretações popularizadas, onde buscam na ânsia desesperada não sentir o desconforto da dor.

Por medo das consequências ou por ansiedade muitas pessoas se afligem com os mínimos sinais de sofrimento, teorizam com base em comparações apressadas ou parciais utilizando-se de exemplos de outros buscando suas próprias soluções presentes ou passadas. Muitas vezes falam da dor como uma logica entre vencidos e vencedores, como as dores no crescimento físico da adolescência ou as dores que mães tem no parto, enfim falam das dores do crescimento como que tentando medir a qualidade de vida ou o sentido norteador que a dor emocional pode ter para o ser humano.

O crescimento emocional esta ligado a mudanças de vida, a dor que ensina a mudar os comportamentos, a maneira de ver o mundo e muitas vezes são responsáveis pela melhoria pessoal, pois a dor faz crescer, amadurecer e enxergar a vida e as pessoas da maneira como são e não da maneira que gostaríamos que fossem; isto é o crescimento pode trazer consigo uma visão transformadora.

Ficar preso ao sofrimento torna-se um vicio não é algo positivo e faz com que as pessoas passem a usar dele como um meio de desculpar-se para não reagir, ficar acomodado na situação, tornar-se vítima e em momentos de usar Deus como responsável pela dor uma forma de punição em busca da purificação. Ao agir desta maneira com certeza estará impedindo o surgimento da maturidade da aceitação perante as realidades da vida. Todos em momentos sentem dor, seja ela mental, emocional, espiritual as quais acabam sinto matizando no físico.

Mas na maioria das vezes são superáveis e reversíveis, cabíveis na estrutura física, em especial quando é usada a postura de enfrentamento à dor, aceitando o sofri mento como algo momentâneo, não se deixando abalar nem desanimar, não se entregando à estas provações, que fazem parte do viver, são momentos presentes na vida do ser humano, mas não eternos faz se necessário acreditar, confiar e dar a volta por cima para poder recomeçar.

Falar do valor fundamental da dor e do sofrimento, é falar de outra forma de nos escutarmos e de outra forma de valorizarmos as próprias necessidades. Uma inflamação tem sempre um bom motivo para surgir e sem ela torna-se mais difícil buscar tratamento.

Muitas vezes a dor surge quando se alimenta a raiva, o ódio, a vingança, a tristeza, o ressentimento a mágoa por alguém que acredita ser o responsável, mas definitivamente não é, a dor é de cada um. Aceitar pensamentos contrários tornam-se destruidores e fazem mau á saúde. A dor é alguma passível do tempo, ela poderá ser lembrada se for tratada e resolvida, mas a dor não resolvida torna-se ressentida e doentia. Portanto deixe o tempo passar e verá que acabou crescendo de alguma forma com a situação vivida. Você verá que tudo, que cada momento de sua vida, seja bom ou ruim, serviu para o crescimento pessoal.

Aqui falo de algo diferente, além de um sofrimento, uma dor que se evita ou nega algo aquém , um viver em consciência buscando reconhecer e conhecer melhor a dor e sua finalidade. Falo da coragem necessária para olhar para as evidencias daquilo que doí na alma, bem como para aquilo que pesa, ou que se prende ao corpo, falo da coragem para ir além do medo, da fuga maníaca ou do controle obsessivo que procura evitar ou adiar o inadiável. Falo de ir além da própria dor , falo da possibilidade de descobrir os seus significados e sentidos para a própria vida. Falo tudo isso, buscando contribuir para uma realidade do desenvolvi mento pessoal bem como para ilustrar uma visão, de esperança e coragem.

Portanto quando a vida lhe for doce agradeça e celebre, porém quando ela for amarga agradeça ainda mais e cresça, busque a plenitude da vida. Aceite a verdade que a dor e as experiências amargas são reforços poderosos para construir o crescimento pessoal profundo. Um sofrimento que chega parece não conseguir atravessar, torna-se, na verdade a escala dos degraus em busca do progresso e de mudanças de si mesmo, de conversão, de arrependimento, faça a sua parte, faça a diferença, só assim conseguirá ver a mudança do outro e do mundo através da lente do amor. A dor pode ser inevitável porem o sofrimento sempre será opcional.

Gostaria de terminar com as lúcidas e ousadas palavras do Prof: Raul Guimarães Lopes. “O fenômeno sofrimento revela finitude, não poder, contingência, vulnerabilidade, mas também, como purificador do inautêntico, coragem e verdade de ser o que se é permite ainda interligar mais intimamente o fenômeno humano que o transcende que esta do outro lado da penosa subida a que se deu aso…

Pois assim como os sofrimentos de Cristo transbordam sobre nós, também por meio de Cristo transborda a nossa consolação. 2 Corintios 1:5

Eliana Pereira Ignacio é Psicóloga, formada pela PUC – Pontifícia Universidade Católica – com ênfase em Intervenções Psicossociais e Psicoterapêuticas no Campo da Saúde e na Área Jurídica; especializada em Dependência Química pela UNIFESP Escola Paulista de Medicina em São Paulo Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas, entre outras qualifi cações. Mora em Massachusetts e dá aula na Dardah University. Para interagir com Eliana envie um e-mail para epignacio_vo@hotmail.com ou info@jsnewsusa.com

Leia também

Presidente do Peru tenta golpe de Estado e é preso

BBC NEWS BRASIL – Tudo aconteceu depois que Castillo fez o anúncio inesperado –…